jusbrasil.com.br
26 de Junho de 2022
    Adicione tópicos

    Câmara Municipal não tem competência para autorizar férias de Prefeito

    Durante julgamento desta segunda-feira (23/4), o Órgão Especial do TJRS julgou inconstitucional Lei do Município de Dom Feliciano que previa autorização do Legislativo para afastamento do Chefe do Poder Executivo.

    ADIN

    A Ação Direta de Inconstitucionalidade foi proposta pelo Prefeito de Dom Feliciano, para determinar a suspensão dos efeitos dos artigos 46, inciso X e 73 da Lei Orgânica do Município.

    A legislação trata da necessidade de o Chefe do Poder Executivo obter licença do Legislativo para se afastar por motivo de férias, bem como por prazo superior a dez dias, ou do Estado por qualquer tempo.

    Segundo o Prefeito, não existe previsão desse tipo de limitação nas Constituições Estadual e Federal. Desta forma, a Lei fere os princípios da independência e harmonia entre os Poderes.

    Julgamento

    O relator da matéria no Órgão Especial do TJRS foi o Desembargador Arno Werlang, que considerou a Lei inconstitucional.

    O magistrado fundamentou a decisão citando jurisprudência do TJRS, que tem julgado de acordo com a preservação do princípio constitucional da simetria.

    Em seu voto, o Desembargador acatou parecer do Ministério Público que relata: considerando o princípio constitucional da simetria, a Câmara Municipal de Dom Feliciano teria competência para autorizar o Prefeito Municipal a se ausentar do Município por mais de 15 (quinze) dias. E somente nesta hipótese. Nada referem os textos constitucionais quanto ao gozo de férias.

    O magistrado também destaca que condicionar a ausência do Chefe do Poder Executivo à prévia licença do Poder Legislativo, independentemente do período de tempo de afastamento ou em período inferior a 15 (quinze) dias afronta os princípios da simetria, harmonia e independência dos Poderes.

    Por unanimidade, os Desembargadores acompanharam o voto do relator em declarar os artigos 46, inciso X e 73 da Lei Orgânica do Município, inconstitucionais.

    ADIN nº 70045832482

    Informações relacionadas

    Pleno responde consulta sobre pagamento de 13º e férias a prefeitos e vereadores

    Leandro de Carvalho, Advogado
    Artigoshá 4 anos

    Do Direito às Férias Remuneradas do Servidor Público Ocupante de Cargo em Comissão (Cargo de Confiança)

    Rafael de Brito, Advogado
    Artigoshá 3 anos

    Servidores ocupantes de cargos comissionados têm direito a receber parcelas remuneratórias e, em alguns casos, do FGTS quando são exonerados

    Helbert Setúbal, Advogado
    Artigoshá 2 anos

    Cargo em comissão, quais os direitos na demissão?

    Jonatas Roberto Cabral da Silva, Serventuário da Justiça e Afins
    Modeloshá 9 meses

    Modelo X Exame de Ordem Unificado - 2ª Fase OAB Constitucional - Recurso Extraordinário

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)