jusbrasil.com.br
17 de Novembro de 2017

JECRIM em Novo Hamburgo registra ocorrência por injúria e desacato

O jogo disputado ontem (18/08) entre Internacional e Atlético Mineiro, teve uma ocorrência registrada junto ao Juizado Especial Criminal dos Estádios (JECRIM). A partida aconteceu no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, e teve público total de 10.134 pessoas.

Um torcedor colorado que tentava cuspir no técnico do Atlético Mineiro foi detido pela Brigada Militar. Resistiu quando a BM tentou encaminhá-lo para o posto do JECRIM e desferiu ofensas racistas aos policiais. Foi enquadrado por injúria e desacato. Assinou termo circunstanciado e foi encaminhado ao Departamento de Polícia de Novo Hamburgo. Deverá responder processo junto ao Foro de Novo Hamburgo.

As audiências foram presididas pela Juíza de Direito Viviane de Faria Miranda.

Competência

O JECRIM é responsável pelo atendimento de contravenções penais de menor potencial ofensivo que tenham ocorrido nos estádios de futebol de Porto Alegre, com pena máxima de dois anos, cumulada ou não com multa, como posse de drogas, arruaças, atos de vandalismo e violência, e delitos de trânsito ocorridos antes, durante e após a partida.

Situações que configurem crime com pena superior a dois anos, como, por exemplo, lesões corporais graves, são processadas pela Justiça Comum.

Número de casos

As audiências nos postos do Juizado nos estádios na Capital gaúcha já somam 971 atendimentos desde abril de 2008, sendo registrados 437 casos no Estádio Beira-Rio. Outros 52 ocorreram na Arena gremista e 485 no Olímpico, antigo estádio do Grêmio. Em Novo Hamburgo, onde o Internacional disputa parte dos jogos, enquanto o estádio Beira-Rio passa por reformas, foi registrada uma ocorrência.

Em Caxias do Sul, desde a implantação do JECRIM em 2010, foram 43 as ocorrências registradas em um total de 39 partidas.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)