jusbrasil.com.br
20 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Agravo de Instrumento: AI 0078007-74.2015.8.21.7000 RS

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
Décima Nona Câmara Cível
Publicação
24/03/2015
Julgamento
17 de Março de 2015
Relator
Voltaire de Lima Moraes
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-RS_AI_70063926299_2a807.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

AGRAVO DE INSTRUMENTO. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. MANDATO REVOGADO. IMPOSSIBILIDADE DE RESERVA DE VALORES. PRECEDENTES DESTA CORTE E DO STJ.

Embora possível, em princípio, a reserva de honorários advocatícios contratuais, a excepcionalidade do caso em exame recomenda a manutenção do indeferimento do pedido formulado, pois se trata de advogado que teve seus poderes revogados. Assim, a pretensão deverá ser buscada por meio de ação própria e autônoma. Agravo de instrumento a que se nega seguimento, porque manifestamente improcedente (art. 557, caput, do CPC).
Disponível em: https://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/928122342/agravo-de-instrumento-ai-70063926299-rs

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 16 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 766279 RS 2005/0110940-0