jusbrasil.com.br
30 de Novembro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível : AC 70048916498 RS

Detalhes da Jurisprudência
Processo
AC 70048916498 RS
Órgão Julgador
Nona Câmara Cível
Publicação
25/10/2012
Julgamento
10 de Outubro de 2012
Relator
Marilene Bonzanini
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-RS_AC_70048916498_3271e.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. ACIDENTE DE TRABALHO. PREVIDENCIÁRIO. LESÕES AUDITIVAS. PAIR. REDUÇÃO DA CAPACIDADE LABORAL. AUXÍLIO-ACIDENTE. REDUÇÃO DA CAPACIDADE LABORAL ESPECÍFICA NÃO CONFIGURADA. BENEFÍCIO INDEVIDO.

Do art. 86, § 4º, da Lei 8.213/91 se depreende que são exigidas duas condições para que se conceda o benefício de auxílio-acidente por lesão auditiva. A primeira, que haja uma relação de causalidade entre o trabalho e a moléstia. A segunda, que a doença tenha gerado redução ou perda da capacidade para o trabalho que se exercia anteriormente, ou seja, limitação laboral específica, conforme delineado no recente julgado do Superior Tribunal de Justiça (RESP nº 1.108.298
.). Caso em que não há evidências de redução da capacidade laboral específica para a atividade desempenhada, motivo pelo qual improcede a pretensão.APELAÇÃO DESPROVIDA.
Disponível em: https://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/927168796/apelacao-civel-ac-70048916498-rs

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 11 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 0013553-75.2004.8.24.0020 SC 2008/0282377-1