jusbrasil.com.br
1 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação-Crime: APL 70028562494 RS

Detalhes da Jurisprudência

Processo

APL 70028562494 RS

Órgão Julgador

Segunda Câmara Criminal

Publicação

15/04/2010

Julgamento

24 de Março de 2010

Relator

Sylvio Baptista Neto

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-RS_APL_70028562494_6a759.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PROCEDIMENTO DO JÚRI. AUSÊNCIA DE PREJUÍZO À DEFESA. NULIDADE INEXISTENTE.

Como destacou o Procurador de Justiça: \Não assiste razão ao defensor quando requer a decretação da nulidade do feito em face da não intimação das testemunhas defensivas elencadas no contra-libelo. Isso porque não houve nulidade posterior à pronúncia e nem mesmo qualquer mácula à defesa da acusada, que durante toda a instrução foi regularmente representada... conforme bem frisou o agente ministerial de primeiro grau, a nulidade apenas poderia ser decretada caso a defesa houvesse declarado a imprescindibilidade da oitiva das testemunhas e sua localização correta, forte no artigo 461, do Código de Processo Penal.\DECISÃO: Apelo defensivo desprovido. Unânime.
Disponível em: https://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/924063530/apelacao-crime-apl-70028562494-rs