jusbrasil.com.br
23 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Mandado de Segurança: MS 0459124-14.2015.8.21.7000 RS

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
Quinta Câmara Cível
Publicação
01/02/2016
Julgamento
11 de Dezembro de 2015
Relator
Jorge André Pereira Gailhard
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-RS_MS_70067737460_12c99.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

MANDADO DE SEGURANÇA. FALÊNCIA. SUPOSTO ATO OMISSIVO DE MAGISTRADO. CABIMENTO DE CORREIÇÃO PARCIAL. INDEFERIMENTO DA INICIAL. EXTINÇÃO DO PROCESSO.

I. A suposta desídia da Magistrada a quo em não apreciar as petições protocoladas pelos impetrantes deveria ser atacada através de correição parcial, recurso cabível para a hipótese de paralisação injustificada do processo, ou no caso de dilatação abusiva de prazos, consoante dispõe o art. 195, do COJE.
II. Aliás, nos termos da Súmula 267, do STF, \não cabe mandado de segurança contra ato judicial passível de recurso ou correição\.
III. Logo, como que o mandado de segurança não pode ser utilizado como sucedâneo recursal, impõe-se o indeferimento da inicial, com a consequente extinção do feito, forte nos arts. 295, III, e 267, VI, do CPC, e art. 10, da Lei nº 12.016/2009.PETIÇÃO INICIAL INDEFERIDA.MANDADO DE SEGURANÇA JULGADO EXTINTO, EM DECISÃO MONOCRÁTICA.
Disponível em: https://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/899671342/mandado-de-seguranca-ms-70067737460-rs

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciahá 7 meses

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0014081-22.2020.8.19.0042