jusbrasil.com.br
15 de Setembro de 2019
2º Grau

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Habeas Corpus : HC 70080222748 RS - Inteiro Teor

Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor

TJ-RS_HC_70080222748_b50be.doc
DOWNLOAD

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)

Nº 70080222748

2018/Cível

HABEAS CORPUS. ECA. CUMPRIMENTO DA MEDIDA SOCIOEDUCATIVA imposta na sentença. A controvérsia acerca da adequação da medida socioeducativa aplicada na sentença deve ser objeto de recurso próprio, não se mostrando possível a utilização de habeas corpus como sucedâneo recursal. Precedente.

HABEAS CORPUS DENEGADO.

Habeas Corpus

Sétima Câmara Cível

Nº 70080222748

Comarca de Esteio

R.A.F.

..

IMPETRANTE

T.S.C.

..

PACIENTE

J.I.J.F.C.E.

..

COATOR

M.P.

..

INTERESSADO

Vistos.

Trata-se de habeas corpus impetrado por Renato Andrade Ferreira, advogado, em favor de Thalysson SC, apontando como autoridade coatora o Juizado da Infância e Juventude da Comarca de Esteio, inconformado com a apreensão e internação do paciente em decorrência de sentença que julgou procedente a representação diante da prática de ato infracional equiparado ao crime do artigo 157, § 2º, do Código Penal.

Afirma a incompetência do juízo de Esteio para determinar a apreensão, porquanto a internação ocorreu na Comarca de Novo Hamburgo, onde reside. Sustenta, ainda, que o paciente possui residência fixa, estuda em escola regular e não há registro de nenhuma outra infração desde o cometimento do ato infracional, motivo pelo qual deve ser readequada a medida imposta, até porque o caráter pedagógico da medida socioeducativa não pode ser ignorado.

Pede, por isso, a concessão da ordem.

Junta documentos.

Indeferida a medida liminar em regime de plantão.

É o relatório.

A ordem deve ser denegada.

O habeas corpus, nos termos do art. , LXVIII, da CF, deve ser concedido sempre que alguém sofrer ou se achar ameaçado de sofrer violência ou coação em sua liberdade de locomoção, por ilegalidade ou abuso de poder.

Ausente, na hipótese, ilegalidade no ato judicial atacado.

Inexiste ilegalidade ou afronta aos princípios constitucionais a ordem emanada pelo sentenciante, que entendeu, diante do caso concreto, dar início à execução imediata da internação, diante da evidente necessidade de manter o adolescente segregado, não só porque efetivamente cumpridos os ditames da sentença, mas porque o que se pretende, com tal imposição, é de logo por em prática as regras do Estatuto da Criança e do Adolescente, atentando-se para a celeridade e a imediata integração dos pacientes aos programas que buscam ressocialização e reeducação.

Nesse sentido o precedente do Superior Tribunal de Justiça:

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. HABEAS CORPUS IMPETRADO EM SUBSTITUIÇÃO A RECURSO PRÓPRIO. ATO INFRACIONAL EQUIPARADO AO DELITO DE TRÁFICO DE DROGAS. MEDIDA SOCIOEDUCATIVA DE INTERNAÇÃO. REITERAÇÃO DELITIVA. APELAÇÃO DEFENSIVA. EFEITO SUSPENSIVO. DESNECESSIDADE. ILEGALIDADE NÃO VERIFICADA INEXISTÊNCIA DE CONSTRANGIMENTO ILEGAL. HABEAS CORPUS NÃO CONHECIDO.

1. Esta Corte e o Supremo Tribunal Federal pacificaram orientação no sentido de que não cabe habeas corpus substitutivo do recurso legalmente previsto para a hipótese, impondo-se o não conhecimento da impetração, salvo quando constatada a existência de flagrante ilegali...