jusbrasil.com.br
18 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível: AC XXXXX RS

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

Sexta Câmara Cível

Publicação

Julgamento

Relator

Luís Augusto Coelho Braga

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-RS_AC_70075978163_4792c.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. SEGUROS. AÇÃO DE COBRANÇA. PERDA TOTAL DE VEÍCULO. INAPLICABILIDADE DA CLÁUSULA LIMITADORA DE DIREITO QUE SE VALE A SEGURADORA PARA EXIMIR SEU DEVER DE INDENIZAR, JÁ QUE NÃO PROVADA A DEVIDA INFORMAÇÃO AO SEGURADO. AINDA, NÃO PATENTEADO O AGRAVAMENTO DO RISCO DO SINISTRO. CASO EM QUE, AO PASSAR EM ÁREA ALAGADA EM ESTRADA QUE HAVIA TRÂNSITO LIBERADO, RESTOU O AUTOMÓVEL SEGURADO SUBMERSO. DEVER DE INDENIZAR CONFIGURADO. ALTERADA A SENTENÇA DE PROCEDÊNCIA DA AÇÃO, APENAS, NO QUE DIZ COM O TERMO INICIAL DOS JUROS DE MORA, QUE DEVEM SER CONTADOS DA CITAÇÃO. APELO PARCIALMENTE PROVIDO. UNÂNIME.

(Apelação Cível Nº 70075978163, Sexta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Luís Augusto Coelho Braga, Julgado em 24/05/2018).
Disponível em: https://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/583699513/apelacao-civel-ac-70075978163-rs

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 5 anos

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível: AC XXXXX RS