jusbrasil.com.br
18 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Agravo de Instrumento: AI XXXXX RS

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

Oitava Câmara Cível

Publicação

Julgamento

Relator

Luiz Felipe Brasil Santos

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-RS_AI_70072832264_03205.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE ALIMENTOS.

O pedido de alimentos formulado pelo agravado tem fundamento no dever de mútua assistência entre os parentes, contemplado no art. 1.694 e seguintes do CCB, visto que deduzido contra filha. No entanto, o deferimento do pedido de tutela de urgência depende de prova inequívoca da necessidade de quem pleiteia a verba alimentar e da possibilidade da demandada. No caso, é inequívoca a necessidade do agravado, visto que é idoso e o que recebe de benefício de aposentadoria não é suficiente sequer para pagar a mensalidade da clínica de repouso em que está internado, de R$ 1.800,00. Entretanto, está demonstrado que a agravante não tem condições financeiras para prestar-lhe auxílio, pois se encontra desempregada, de forma que nem sequer possui renda própria, afirmando ser sustentada pela filha, que recebe salário de aproximadamente R$ 1.500,00. DERAM PROVIMENTO. UNÂNIME. ( Agravo de Instrumento Nº 70072832264, Oitava Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Luiz Felipe Brasil Santos, Julgado em 17/08/2017).
Disponível em: https://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/492264179/agravo-de-instrumento-ai-70072832264-rs