jusbrasil.com.br
22 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível: AC 70066862772 RS

Detalhes da Jurisprudência
Processo
AC 70066862772 RS
Órgão Julgador
Sétima Câmara Cível
Publicação
Diário da Justiça do dia 07/12/2015
Julgamento
2 de Dezembro de 2015
Relator
Jorge Luís Dall'Agnol
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-RS_AC_70066862772_81725.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE DESTITUIÇÃO DO PODER FAMILIAR. ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. NULIDADE DE CITAÇÃO. DESTITUIÇÃO DO PODER FAMILIAR. ABANDONO.

Verificada a realização de medidas necessárias à localização da parte, encontrando-se esta em local incerto e não sabido, correta a realização de citação editalícia. Não merece reparo a decisão que destituiu o poder familiar, já que houve abandono do genitor, que não procura os filhos há mais de 10 anos. Apelação cível desprovida. ( Apelação Cível Nº 70066862772, Sétima Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Jorge Luís Dall'Agnol, Julgado em 02/12/2015).
Disponível em: https://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/266868587/apelacao-civel-ac-70066862772-rs

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 2 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC 522557 MT 2019/0212446-7

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 7 meses

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 0013836-10.2019.8.13.0431 Monte Carmelo

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 8 meses

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível: AC 0024086-93.2021.8.21.7000 RS