jusbrasil.com.br
26 de Setembro de 2016
    Adicione tópicos

    Conheça as atribuições do Cargo de Oficial Escrevente

    O Tribunal de Justiça está com inscrições abertas para o concurso de Oficial Escrevente. Para quem vai participar da seleção, conheça a atividade deste servidor no judiciário gaúcho, que atua nos trabalhos diários das varas judiciais.

    A principal função do cargo é dar o encaminhamento correto aos processos de acordo com os despachos e decisões dos magistrados. Suas outras vocações também incluem o atendimento ao balcão, atendendo e esclarecendo os Advogados e as partes dos processos.

    Cláudia Tompsen é servidora do Judiciário gaúcho há mais de 25 anos. Para ela, o papel que o Escrevente desenvolve é um dos fundamental dentro da Justiça do estado: A importância é total, pois sem os oficias escreventes não teriam como cumprir os processos.

    Ela ainda salienta que uma das principais atividades para aprender a profissão e se tornar um bom profissional é o atendimento ao balcão, pois essa atividade permite conhecer as partes, respeitá-las e entender os processos.

    Segundo a Juíza de Direito Eliziana Perez, a função de Oficial Escrevente é fundamental para os andamentos processuais, ainda mais na Justiça gaúcha, uma das com maior número de processos: O oficial escrevente é praticamente quem move o Poder Judiciário.

    Ela ainda destaca as qualidades que esses profissionais possuem: Muitas vezes os oficiais escreventes têm mais condições de gerenciamento de um cartório, do que às vezes o próprio escrivão que fez um concurso com essa função.

    Para assistir ao vídeo com matéria sobre as atribuições do cargo, veiculado no programa Justiça Gaúcha, acesse o link abaixo:

    Conheça o diaadia do Oficial Escrevente

    Concurso

    O Tribunal de Justiça abriu inscrições para o concurso público de provimento de vagas de Oficial Escrevente. São 339 vagas no Estado e duas vagas na Justiça Militar. Ainda, serão preenchidos os cargos que vagarem durante a validade do concurso até o limite de 200 vagas.

    O salário varia de acordo com a entrância da Comarca: 2.492,68 (entrância inicial), R$ 2.772,99 (intermediária) a R$ 3.083, 48 (final). A exigência de escolaridade é de nível médio. Do total de vagas, 10% são reservadas a pessoas com deficiência.

    A prova está prevista para o dia 26/9 e será aplicada em sete cidades gaúchas: Porto Alegre, Alegrete, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Santo Ângelo.

    O período de inscrições estende-se até o dia 16/8, e o valor da taxa é de R$ 50,45. A íntegra das informações está publicada no Edital de Abertura: EDITAL Nº 26/2010-DRH-SELAP-RECSEL

    O Tribunal passou a funcionar, após o incêndio de 1949, em dependências do Palácio Municipal. Em 1956, houve a mudança para o Edifício Comendador Azevedo. Em 08 de dezembro de 1968 - Dia da Justiça -, na Presidência do Desembargador Balthazar Gama Barbosa, passou a ocupar edifício próprio, o Palácio da Justiça, na Praça Marechal Deodoro, onde até hoje se encontra. Em 1971, como em outros Estados da Federação, foi instalado o Tribunal de Alçada do Rio Grande do Sul.
    Disponível em: http://tj-rs.jusbrasil.com.br/noticias/2313770/conheca-as-atribuicoes-do-cargo-de-oficial-escrevente

    1 Comentário

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    portais como esse e muito esclarecedor e nos ajudam muito a tirar nossas duvidas para mim foi muito util.obrigado. continuar lendo