jusbrasil.com.br
6 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TJ-RS - Apelação Cível : AC 70038934352 RS

    DESAPROPRIAÇÃO INDIRETA. USINA HIDRELÉTRICA DE DONA FRANCISCA. LEGITIMIDADE PASSIVA DA DONA FRANCISCA ENERGÉTICA S/A. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA RECONHECIDA. INCLUSÃO NO POLO PASSIVO. AGRAVO RETIDO PROVIDO.

    Processo
    AC 70038934352 RS
    Orgão Julgador
    Terceira Câmara Cível
    Publicação
    Diário da Justiça do dia 21/01/2013
    Julgamento
    6 de Dezembro de 2012
    Relator
    Nelson Antônio Monteiro Pacheco
    Andamento do Processo

    Ementa

    DESAPROPRIAÇÃO INDIRETA. USINA HIDRELÉTRICA DE DONA FRANCISCA. LEGITIMIDADE PASSIVA DA DONA FRANCISCA ENERGÉTICA S/A. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA RECONHECIDA. INCLUSÃO NO POLO PASSIVO. AGRAVO RETIDO PROVIDO.

    1. Ilegitimidade passiva da DONA FRANCISCA ENERGÉTICA S/A proferida em decisão objeto de agravo retido afastada, na medida em que não está em discussão o "Termo de Acordo" firmado entre a CEEE e o Movimento dos Atingidos por Barragens - MAB, mas sim a própria desapropriação da área da parte autora, a qual foi atingida pela usina hidrelétrica de responsabilidade do Grupo Industrial Dona Francisca. Daí a sua legitimidade para figurar no pólo passivo da demanda.

    2. Processo anulado a partir da decisão que indeferiu o chamamento ao processo requerido pela CEEE. AGRAVO RETIDO PROVIDO. APELAÇÃO E RECURSO ADESIVIO PREJUDICADOS. (Apelação Cível Nº 70038934352, Terceira Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Nelson Antônio Monteiro Pacheco, Julgado em 06/12/2012)

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://tj-rs.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/112465935/apelacao-civel-ac-70038934352-rs

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)